Acidentes nas rodovias: como a tecnologia aumenta a segurança no transporte de cargas

Imagem de destaque

Os acidentes nas rodovias representam um desafio gigantesco para o setor logístico. No Brasil, os prejuízos causados pelas ocorrências de trânsito superam em dez vezes os valores perdidos com roubo de cargas.

É certo que lidar com danos na ordem de R$ 12,92 bilhões — estimativa do custo anual dos acidentes ocorridos em rodovias federais no Brasil em 2022, segundo o Painel CNT de Consultas Dinâmicas dos Acidentes Rodoviários — requer medidas urgentes de prevenção aos sinistros.

Um trânsito seguro tem influência direta nas operações logísticas e reduz não apenas prejuízos econômicos, mas também sociais.

Afinal, os acidentes levam à perda de vidas, traumas para a sociedade, prejudicam o desempenho do setor de transporte rodoviários e refletem na economia.

Para mostrar que é possível reduzir os índices de acidentes nas rodovias e o envolvimento de caminhões nas ocorrências, preparamos este artigo.

Quer saber como aumentar a segurança da sua operação com o apoio da tecnologia? Aproveite a leitura!

Panorama de acidentes nas rodovias

Assim como o roubo de cargas, os acidentes causam mais do que prejuízos financeiros.

As ocorrências de trânsito envolvem vidas, cargas, veículos da frota e de terceiros, causam mortes e traumas, além de danos patrimoniais, ao meio ambiente e à imagem e reputação das empresas de transporte.

Sem falar nos dias que os caminhões ficam parados para conserto e no afastamento dos profissionais para cuidados com a saúde.

Segundo a Confederação Nacional de Transportes, as estatísticas mostram que os caminhões não são a maioria nos acidentes em rodovias federais.

Carros de passeio e motos lideram o ranking, mas a gravidade das ocorrências com veículos pesados costuma ser maior.

Confira alguns dados do Painel CNT de Consultas Dinâmicas dos Acidentes Rodoviários:

  • Em 2021, foram registrados 64.443 acidentes em rodovias federais.
  • Na média são 80 acidentes com vítimas a cada 100 km de rodovia.
  • As colisões corresponderam a 60,2% dos acidentes, seguidas de saída da pista (15,6%) e capotamento/tombamento, 12%.
  • A rodovia com o maior número de acidentes em 2021 foi a BR-101, com 9.257 acidentes com vítimas.
  • Cerca de 16% dos acidentes ocorrem aos sábados e domingos, assim como a maioria das mortes: 18,9% e 19% respectivamente.
  • A maioria das mortes (43,1%) ocorrem em acidentes com automóveis e caminhões, 15,9%.
  • Entre os mortos, 82,2% são do sexo masculino.

Tecnologia como aliada

Reduzir a sinistralidade e melhorar o desempenho da sua operação no quesito segurança é totalmente possível.

A tecnologia tem sido uma aliada na gestão logística e no gerenciamentos dos riscos no transporte rodoviário de cargas.

Sistemas integrados conseguem dar ampla visibilidade da operação, monitorar as viagens em tempo real e oferecer dados importantes para a tomada estratégica de decisões.

Além disso, existem ferramentas focadas na segurança, como a Prevenção de Acidentes.

A solução, desenvolvida pela BRK Tecnologia, ajuda a diminuir perdas, gerenciar as vulnerabilidades da operação e avaliar o comportamento dos motoristas por meio da análise de dados como velocidade e tempo de condução, por exemplo.

Para ajudar na capacitação dos caminhoneiros, o sistema conta ainda com uma plataforma EAD que orienta e conscientiza os profissionais sobre as melhores práticas que levem à redução dos acidentes nas rodovias.

Quer saber mais sobre a Prevenção de Acidentes e seus benefícios sociais e financeiros? Fale com um especialista em gestão de riscos.

Aproveite e leia também: Seguro no transporte de cargas: saiba como funciona e quais as vantagens.