Desvendando os problemas logísticos e as principais formas de solucioná-los

Imagem de destaque

O Brasil possui grandes recursos e potencial para crescimento econômico. No entanto, as empresas se deparam com diversos problemas logísticos significativos, incluindo o alto risco de roubo de cargas e acesso a estradas de baixa qualidade.

Contudo, as próprias organizações deixam de otimizar seus processos, falhando em algumas etapas essenciais da gestão logística, como a contratação de profissionais qualificados, renovação da frota e aproveitamento de tecnologias disponíveis.

Por isso, elaboramos este conteúdo completo listando os principais problemas logísticos do mercado nacional e mostrando o que você pode fazer para minimizá-los. Acompanhe!

Problemas logísticos de armazenamento e estoque

Para que as entregas sejam realizadas fluidamente e eficiente, é fundamental ter um controle de estoque eficaz, pois só assim você conseguirá atender às necessidades dos seus clientes.

No entanto, se o seu controle de mercadorias estiver defasado, além de não ter produtos suficientes, eles poderão estar em mau estado ou fora da data de validade, especialmente se forem itens perecíveis.

Portanto, a gestão de estoque não se limita ao registro de produtos que entram e saem, mas envolve a definição de estratégias para evitar itens parados ou faltantes. Afinal, produtos sem movimentação ficam obsoletos e representam prejuízos.

Então, veja quais são os principais problemas logísticos de armazenamento e estoque!

1. Mau aproveitamento do estoque

A escassez de espaço de armazenamento é um dos principais desafios enfrentados pela maioria das empresas.

Diante desse problema, causado principalmente pelo crescimento das atividades, as empresas são obrigadas a maximizar o uso do espaço, a fim de evitar gastos excessivos.

Então, uma das alternativas mais comuns para aproveitar o espaço sem aumentar o metro quadrado é usar estantes mais altas ou mezaninos e passarelas no armazém.

2. Mercadorias mal organizadas

A falta de organização dos produtos pode causar erros e atrasos na hora de encontrar um item específico, dificultando o cumprimento dos prazos de entrega. Afinal, um armazém organizado é essencial para a eficiência logística.

Portanto, para evitar esses tipos de problemas logísticos, é importante desenvolver uma estratégia de localização de produtos eficiente.

Para isso, deve-se considerar as características das mercadorias, os sistemas de armazenamento disponíveis, a rotatividade e a necessidade de deslocamento dos operadores.

Sendo assim, com a implementação de um sistema de gerenciamento de armazém, é possível manter uma visão completa do estoque e garantir a sincronia entre as ordens de entrada e saída.

A utilização de um WMS, por exemplo, possibilita a automatização da localização de referências no armazém, de acordo com regras e critérios previamente estabelecidos.

3. Inventário desatualizado que geram problemas logísticos

Ter um conhecimento e planejamento preciso do estoque no armazém é fundamental para garantir a eficiência em todas as operações logísticas.

Isso porque, um inventário desatualizado pode trazer sérios problemas para uma empresa, incluindo erros na localização de produtos e possíveis interrupções no fornecimento.

Além disso, conforme as empresas crescem e adicionam mais referências aos armazéns, a utilização de novas ferramentas se torna um recurso vital para não deixar nenhuma informação relacionada ao estoque passar.

4. Armazéns com sinalização ineficiente

Sinalizar o armazém de maneira correta é fundamental para reduzir os riscos de acidentes, já que se trata de um ambiente onde operadores, mercadorias e equipamentos de movimentação convivem.

Com isso, as sinalizações devem estar perfeitamente posicionadas — tanto no piso quanto nas estantes — e serem chamativas, para proporcionar maior segurança. Elas podem ter diferentes cores, símbolos e formas, conforme a mensagem que precisam transmitir.

5. Manuseio incorreto das mercadorias

Manusear corretamente as mercadorias no estoque é um ponto essencial para diminuir erros e melhorar a eficiência.

Por isso, é importante assegurar que os operadores estejam devidamente capacitados, que o armazém possua os equipamentos apropriados e sempre em boas condições de uso.

Sendo assim, os gestores podem optar por substituir os equipamentos de movimentação tradicionais — como transpaleteiras e empilhadeiras contrabalançadas — por transportadores e transelevadores.

Dessa forma, é possível aumentar a velocidade de fluxo da mercadoria entre os diferentes processos logísticos. Além disso, é importante assegurar a estabilidade da carga durante o manuseio para garantir segurança em todas as operações no armazém.

Problemas logísticos de transporte

Depois que saem dos armazéns, as cargas devem chegar em perfeitas condições nas mãos do cliente final. Contudo, diversos problemas logísticos podem aparecer durante esse processo, o que trará prejuízos para ambas as partes.

Confira os principais desafios encontrados na etapa de transporte!

1. Roubo de cargas

Atualmente, o roubo de cargas e a insegurança nas estradas são problemas significativos na logística no Brasil.

Na verdade, os ataques de bandidos especializados estão aumentando a cada ano, causando prejuízos financeiros significativos para as empresas e colocando a vida dos motoristas e outros colaboradores envolvidos no transporte em risco.

Por isso, a BRK Tecnologia desenvolveu o Gerenciamento de Risco, um sistema de gestão em transporte de cargas capaz de mitigar riscos, ameaças, acidentes e prejuízos que possam afetar negativamente as operações logísticas.

Além disso, é igualmente importante treinar e capacitar os motoristas, especialmente para que eles possam evitar os horários e rotas mais vulneráveis a assaltos.

Por isso, algumas empresas têm investido até na contratação de escolta armada para proteger suas mercadorias, além de buscar parcerias com seguradoras de cargas.

2. Estradas em péssimas condições

A falta de investimento do poder público na melhoria das estradas é uma questão antiga quando se trata dos problemas de logística no Brasil.

Como resultado, observa-se uma infraestrutura precária, falhas na pavimentação, buracos, iluminação insuficiente e sinalização ruim como alguns dos problemas mais evidentes.

Então, essa realidade tem como consequência o aumento do tempo para realizar as entregas, danos na frota e na carga, elevação dos riscos de acidentes e aumento dos custos logísticos.

Por isso, a implementação de um planejamento estratégico de logística, utilizando técnicas de inteligência geográfica, é a melhor solução para as empresas superarem os desafios da má qualidade das estradas.

Além disso, alguns trechos das estradas estão sob gestão de empresas privadas para garantir maior qualidade nos trajetos. Contudo, mesmo que isso seja verdade em algumas localizações, nem sempre esse serviço funciona como deveria.

3. Frota em circulação de má qualidade

Por mais incrível que possa parecer, diversos problemas logísticos no transporte são gerados pela baixa qualidade dos veículos em circulação.

Vários caminhões estão rodando há mais de 20 anos e a falta de renovação da frota causa uma série de problemas relacionados à segurança nas estradas e ao cumprimento dos prazos de entrega.

Afinal, o risco de acidentes com veículos muito antigos e com pouca manutenção é alta, assim como a maior chance de atrasos e vulnerabilidade da carga a roubos.

Se não houverem recursos suficientes para renovar a frota de veículos, as empresas podem encontrar soluções eficientes nos serviços de terceirização.

4. Informalidade do setor de transporte

Alguns dos principais exemplos da realidade enfrentada por boa parte do transporte rodoviário no Brasil são:

  • caminhões em condições precárias;
  • motoristas sem preparo;
  • jornadas de trabalho exaustivas;
  • descumprimento das obrigações legais.

Além disso, a falta de eficácia das autoridades e a persistência de alguns gestores em adotar práticas ruins contribuem para aumentar cada vez mais os custos logísticos.

Dessa forma, o risco de acidentes aumenta, causando prejuízos às empresas e colocando a vida das pessoas em perigo. Os motoristas e outras vítimas podem sofrer lesões graves ou até falecerem.

Então, como justificativa, muitas empresas alegam que existe uma grande burocracia para realizar o transporte de cargas, além de uma carga tributária elevada. Mas, na verdade, não há nada que dê razão para a exposição de pessoas a esse perigo.

Outros fatores que podem gerar problemas logísticos

Como você pôde ver até aqui, existem diversos fatores que podem desencadear diferentes tipos de problemas logísticos.

Além dos fatores diretamente relacionados à gestão de estoque ou à etapa de transporte, existem outros pontos que devem ser considerados. Veja quais são eles a seguir!

Falta de profissionais qualificados

Não faz sentido manter os veículos de entrega em boas condições, ter rotas planejadas e cuidar na manipulação dos produtos se a equipe envolvida na logística não é capacitada e experiente.

Por isso, um dos maiores desafios para as empresas é encontrar mão-de-obra qualificada. Bons profissionais conseguem solucionar problemas logísticos rapidamente e tornam os processos de transporte muito mais eficientes.

Então, devido à escassez crescente de profissionais habilidosos no mercado de trabalho, é importante implementar processos de recrutamento e contratação eficazes e buscar indicações e referências.

Pode ser proveitoso criar um ambiente propício para o crescimento e desenvolvimento dos colaboradores, incluindo feedbacks regulares, treinamentos e oportunidades de atualização de conhecimento.

Carga tributária elevada

Devido à alta carga tributária aplicada nas operações logísticas no Brasil — resultante em custos mais elevados e dificuldades para o crescimento dos negócios e da economia — é essencial que as empresas adotem uma estratégia de planejamento tributário eficiente.

Incluindo o conhecimento detalhado das normas relacionadas ao transporte e distribuição de cargas, bem como, a busca por opções para tornar as operações logísticas mais vantajosas, aproveitando os incentivos fiscais disponíveis.

Dessa forma, as empresas podem cumprir suas obrigações tributárias enquanto reduzem custos e melhoram sua competitividade.

Como solucionar problemas logísticos

A automatização de processos logísticos é uma tendência cada vez mais presente no mercado. Isso se deve ao desenvolvimento de softwares, como os da BRK Tecnologia, que facilitam o planejamento de rotas, o rastreamento de cargas e muito mais.

Por isso, o uso eficiente da tecnologia se tornou uma necessidade para o sucesso das empresas, independentemente do tamanho ou segmento de atuação.

Contudo, embora a tecnologia ofereça vantagens para as empresas, muitas ainda encontram dificuldade em aproveitá-las plenamente e subestimam a importância da tecnologia no mercado atual.

Sendo assim, confira como os avanços tecnológicos podem ajudar a sua empresa a solucionar grande parte dos problemas logísticos enfrentados!

Comunicação entre as equipes

A comunicação eficaz é fundamental em todas as etapas da cadeia logística, desde a venda do produto até a entrega ao cliente, pois, vários profissionais estão envolvidos e uma falha nessa etapa pode acarretar uma série de erros.

A tecnologia é uma ferramenta poderosa para minimizar esses erros e garantir que as mensagens sejam transmitidas precisamente, beneficiando todos os envolvidos na cadeia logística.

Diminui o risco de erros humanos

A falta de capacitação é uma das principais causas de erros na logística, já que muitas pessoas não possuem o conhecimento, habilidades e atitudes necessárias para lidar com suas tarefas ou estão sobrecarregadas e não podem prestar a devida atenção.

Sendo assim, a implementação de tecnologias avançadas pode ajudar a reduzir esses erros humanos, já que as tarefas mais repetitivas podem ser automatizadas, permitindo que as pessoas se concentrem nas tarefas estratégicas.

Dessa forma, menos erros acontecerão e a logística será mais eficiente.

Permite que os gestores acompanhem os indicadores de desempenho

É importante medir regularmente o desempenho de profissionais, equipes, máquinas e processos para identificar e corrigir problemas, falhas ou inconsistências.

No entanto, o monitoramento manual de muitos indicadores pode ser complexo e demorado.

Por isso, a tecnologia é uma solução eficiente, que possibilita a análise automatizada de dados e relatórios de logística, estoque e vendas para gerar métricas e indicadores de desempenho para os gestores.

Conte com a BRK para solucionar os problemas logísticos da sua empresa

Agora que você conhece os principais problemas logísticos e como a tecnologia pode ajudar a solucioná-los, é importante elaborar planos de ação.

Contar com um software avançado deve ser o primeiro passo para começar essa nova etapa.

Por isso BRK Tecnologia atua desde 2006 no gerenciamento de riscos de transporte de carga, gestão logística e gerenciamento de risco patrimonial.

Sendo assim, fale com um especialista para garantir seu acesso a soluções que diminuirão os problemas logísticos através de monitoramento de veículos, inteligência aplicada aos processos de transporte, prevenção de acidentes e sistemas de gestão.

E para conferir mais conteúdos que otimizarão as suas operações logísticas, acompanhe o Blog da BRK Tecnologia!