Planejamento logístico: você integrou as tecnologias corretas?

Imagem de destaque

O planejamento logístico bem definido garante uma operação mais eficiente de transporte de cargas, redução de custos e um melhor atendimento ao cliente. No entanto, muitas empresas ainda cometem erros cruciais nessa abordagem.

Por isso, neste conteúdo completo, exploraremos os principais erros cometidos pelas organizações no planejamento logístico e as soluções mais eficientes para evitá-los.

Além disso, apresentaremos um checklist com os pontos mais importantes a serem considerados na criação de uma estratégia eficiente. Então, continue conosco e boa leitura!

O que é planejamento logístico?

O planejamento logístico pode ser entendido como um processo contínuo que visa otimizar as etapas num projeto, assim como buscar inovações, métodos e estratégias para aumentar a eficiência no transporte de cargas.

Por meio do planejamento logístico é que se reconhece oportunidades de otimizar processos e mitigar gargalos, como riscos e problemas com logística em geral.

Como fazer o planejamento logístico do transporte de cargas?

Há alguns pontos que precisam ser levados em consideração na hora de fazer o planejamento logístico de cargas:

Análise de todos os processos envolvendo cargas

O primeiro passo para fazer o planejamento logístico de cargas adequadamente é começar pelas análises e avaliações.

Levante questionamentos, como “quais os gargalos no transporte de cargas a empresa possui atualmente?” ou “quais pontos precisam de melhorias?”, e, a partir daí, comece a traçar o que é prioridade no momento.

Definição de metas e objetivos

Após fazer a análise dos gargalos no setor de cargas, é preciso definir quais serão as primeiras metas (constatado no passo anterior).

Os objetivos variam de acordo com cada caso, mas alguns dos mais visados são:

  • Aumentar o número de entregas mitigando riscos;
  • Reduzir roubos e acidentes;
  • Fornecer mais segurança aos motoristas;
  • Diminuir os custos do transporte de cargas;
  • Melhorar a comunicação entre cada etapa do processamento e transporte de cargas;
  • Reduzir o tempo de entrega.

Fazer o gerenciamento de riscos

Tanto a empresa quanto os clientes preferem lidar com um transporte de cargas que seja mais seguro e livre de gargalos.

De toda forma, isso depende muito do quanto os gestores estão dispostos a investir em gerenciamento de riscos e em profissionais aptos a desenvolver projetos de segurança.

Planejamento logístico: principais erros das empresas

Confira quais são os principais erros cometidos por empresas na hora de elaborar e executar um planejamento logístico!

Relevar que a cadeia de suprimentos é dinâmica

A eficiência da cadeia logística de uma empresa é influenciada pela demanda dos usuários, que dita o ritmo de compras e entregas. Por exemplo, em épocas de alta demanda, como Natal e Black Friday, a cadeia de vendas e logística se intensifica.

Por isso, é importante que o gestor compreenda que a estrutura logística é dinâmica e que ele deve tentar prever o comportamento dos clientes, baseando-se em dados, para manter a sincronia com o mercado e garantir a eficiência contínua ao longo do ano.

Então, uma maneira de lidar com a dinâmica da cadeia de suprimentos é manter registros detalhados de entregas de clientes em um sistema de gerenciamento.

Dessa forma, é possível analisar gráficos de demanda sazonal para melhor atendimento, além de estar preparado para possíveis imprevistos externos e considerar as particularidades de demandas regionais.

Manter uma comunicação interna e externa de baixa qualidade

Gerenciar o fluxo intenso de informações em uma empresa pode ser um desafio, mas a falta de controle pode causar prejuízos.

Por isso, a comunicação clara e acessível é fundamental, sendo recomendável adotar uma plataforma de software que unifique a comunicação.

Principalmente em um contexto dinâmico como a logística de transporte, é essencial proporcionar segurança, otimização do processo e decisões ágeis.

Não acompanhar indicadores de desempenho

Alguns dos principais indicadores de desempenho para um planejamento logístico eficiente são:

  • Tempo de ciclo: mede o tempo necessário para completar um ciclo logístico, desde a coleta até a entrega final;
  • Taxa de entrega no prazo: mede a porcentagem de entregas realizadas no prazo estipulado;
  • Custo logístico: mede o custo total do processo logístico, incluindo armazenamento, transporte e manuseio de mercadorias;
  • Índice de estoque: mede o nível de estoque em relação às vendas ou produção, permitindo a identificação de possíveis desequilíbrios entre oferta e demanda.

É importante acompanhar esses indicadores porque eles fornecem informações valiosas sobre o desempenho do planejamento logístico e permitem que sejam tomadas ações corretivas em tempo hábil, caso necessário.

Além disso, o acompanhamento desses indicadores ajuda a identificar oportunidades de melhoria e a avaliar o impacto das mudanças implementadas no processo logístico. Com isso, é possível aumentar a eficiência, reduzir custos e melhorar a satisfação do cliente.

Não prezar pelo bom relacionamento com o cliente

A falta de transparência com os clientes pode prejudicar significativamente o planejamento logístico de uma empresa.

Isso porque, quando os clientes não recebem informações claras e precisas sobre seus pedidos, podem ficar frustrados e insatisfeitos com o serviço, o que pode levar a uma série de problemas.

Em primeiro lugar, a falta de transparência pode dificultar a retenção de clientes existentes.

Afinal, por não confiarem na sua empresa para entregar seus pedidos no prazo e com eficiência, eles podem optar por buscar outras alternativas. Isso pode levar a uma perda significativa de negócios a longo prazo.

Além disso, a falta de transparência pode levar a uma piora na reputação da empresa no mercado. Quando os clientes ficam insatisfeitos, podem compartilhar suas experiências negativas com outras pessoas, o que pode levar a uma má reputação da empresa.

Por fim, este ponto pode atrapalhar os negócios do cliente. Se eles não receberem os pedidos no prazo, podem perder vendas ou ter problemas para cumprir com os próprios compromissos.

Então, para solucionar esses problemas, é importante ser honesto com os clientes quando há um imprevisto ou atraso em um pedido.

Oferecer informações claras e atualizadas sobre o status do pedido pode ajudar a tranquilizar os clientes e mantê-los informados.

Outra opção é oferecer brindes ou vantagens para compensar o transtorno, melhorando a experiência do cliente, construindo um relacionamento mais positivo com eles.

Desvantagens e prejuízos de quem não aplica um planejamento logístico

Outro ponto muito importante na elaboração e execução de um planejamento logístico é a utilização de sistemas que integrem esse setor na empresa.

Isso porque essas ferramentas permitem um acompanhamento melhor do transporte, garantem mais segurança às operações e facilitam o monitoramento de dados.

Portanto, veja quais são desvantagens de não implementar esse tipo de tecnologia na cadeia de suprimentos!

Fragmentação das informações

Informações fragmentadas podem atrapalhar os processos logísticos de uma empresa por várias razões. Quando as informações não estão centralizadas ou não estão acessíveis a todos os envolvidos na cadeia logística, pode haver atrasos, erros e retrabalhos.

Isso pode levar a uma série de problemas, como a falta de produtos em estoque, atrasos na entrega, insatisfação do cliente e até mesmo prejuízos financeiros para a empresa.

Além disso, as informações fragmentadas podem dificultar a tomada de decisões estratégicas.

Afinal, sem uma visão clara e abrangente dos processos logísticos, a empresa pode não ter uma compreensão completa dos gargalos e pontos de melhoria em sua cadeia de suprimentos.

Isso pode levar a investimentos desnecessários em áreas que não precisam de atenção, enquanto os verdadeiros problemas continuam sem solução.

Por fim, as informações fragmentadas podem prejudicar a comunicação entre os membros da equipe e os parceiros de negócios, dificultando a colaboração e a resolução de problemas eficientemente.

Como resultado, a empresa perde a agilidade necessária para lidar com mudanças repentinas na demanda do mercado, o que pode afetar negativamente a satisfação do cliente e a reputação da marca.

Maior exposição a riscos

Os sistemas de monitoramento logístico atuam diretamente na diminuição de acidentes, roubos e furtos de cargas. Isso é possível graças a algumas funções importantes dessas tecnologias, como:

  • Rastreamento de veículos: Com o uso de dispositivos GPS, é possível monitorar a localização dos veículos em tempo real e garantir que eles estejam seguindo o trajeto planejado. Isso ajuda a evitar desvios de rota e aumenta a segurança das cargas.
  • Análise de dados: Os sistemas de monitoramento logístico também podem analisar dados de risco, como histórico de roubos na região, para identificar áreas de maior perigo e permitir que sejam tomadas medidas preventivas.
  • Alerta automático: É possível configurar os sistemas de monitoramento para enviar um alerta automático em caso de situações suspeitas, como desvios de rota, paradas não programadas ou comportamentos fora do padrão, permitindo uma resposta rápida e eficaz para evitar perdas.

Portanto, em um planejamento logístico, esses sistemas podem mitigam a exposição a riscos, garantindo maior segurança, eficiência e controle dos processos.

Lentidão nas entregas

Não contar com um sistema logístico que organize melhor os processos da sua cadeia de suprimentos resulta em entregas mais lentas e perdas de prazos dos clientes.

Isso porque a implementação da tecnologia consegue acelerar as etapas de transporte de carga por meio da automatização de tarefas, rastreamento em tempo real, otimização de rotas, redução de erros e melhor colaboração entre as partes envolvidas.

Afinal, os sistemas logísticos podem otimizar as rotas de transporte, considerando diversos fatores, como distância, tempo de viagem, tráfego e custos. Isso resulta em um menor tempo de deslocamento e um aumento da eficiência.

Além disso, essas aplicações permitem uma melhor colaboração entre as diferentes partes envolvidas no processo de transporte, como transportadoras, operadores logísticos, empresas de frete, entre outros.

Entendendo as rotas para fazer o planejamento logístico

É fundamental compreender as rotas que os motoristas deverão realizar durante o transporte de cargas. Isso ajuda a evitar caminhos menos eficientes e com maior índice de sinistros. Para tal, a equipe deve se planejar para realizar o máximo de entregas possível na mesma viagem.

Além disso, ao entender as rotas com o planejamento logístico, é possível:

  • Otimizar a produtividade;
  • Conservar melhor o caminhão;
  • Economizar com a manutenção do caminhão;
  • Evitar rotas de trânsito pesado;
  • Garantir mais segurança ao evitar regiões consideradas perigosas;
  • Melhorar o tempo de entregas;
  • Diminuir riscos e erros nas operações.

O que não pode faltar no seu planejamento logístico?

Agora, você já conferiu quais são os principais erros cometidos pelas empresas ao organizar a cadeia de suprimentos. Então, confira um checklist com os principais pontos que não podem faltar no seu planejamento logístico!

Análise de dados e monitoramento de desempenho

A análise de dados é uma ferramenta essencial para um planejamento logístico eficiente ao permitir que as empresas compreendam melhor suas operações logísticas e tomem decisões baseadas em informações precisas e relevantes.

Investimento em profissionais qualificados

Contratar bons profissionais de supply chain, investir em qualificação das equipes e ter uma boa gestão de pessoas pode ser fundamental para um planejamento logístico eficiente por diversas razões.

Isso porque montar um time capacitado traz habilidades técnicas e conhecimentos fundamentais para o sucesso de qualquer planejamento logístico.

Eles podem trazer ideias inovadoras, solucionar problemas eficientemente e ajudar a otimizar o processo logístico inteiro.

Além disso, profissionais bem qualificados na área de supply chain possuem uma boa capacidade analítica, crucial para a tomada de decisões estratégicas no planejamento logístico.

Assim, é possível analisar dados e tendências de mercado para prever demandas futuras, ajudando a evitar problemas com falta de estoque ou excesso de estoque.

E para amplificar os resultados, uma boa gestão de pessoas é crucial para a eficiência do planejamento logístico. Uma equipe motivada e bem treinada pode trabalhar de forma mais produtiva e eficiente, ajudando a otimizar processos e reduzir custos.

Tecnologia aliada ao planejamento logístico

Investir em tecnologia na área de logística é crucial para melhorar a eficiência, reduzir custos e manter a competitividade no mercado. As inovações ajudam em todas as etapas do processo logístico, desde a recepção de pedidos até a entrega final.

Além disso, a tecnologia também ajuda a melhorar a experiência do cliente, fornecendo visibilidade em tempo real do status do pedido e da entrega, aumentando a satisfação do cliente e a fidelidade à marca.

Acompanhar tendências

Empresas que adotam tecnologias inovadoras ganham vantagem competitiva em relação a seus concorrentes, reduzindo custos e melhorando a eficiência.

Portanto, investir em tecnologia na área de logística é essencial para se manter relevante e competitivo no mercado atual.

Adote o conceito de Open Logistics

Seguindo a importância de acompanhar tendências e inovações tecnológicas, um conceito que se destaca é o de open logistics. Trata-se de uma abordagem colaborativa para gerenciar e otimizar a cadeia de suprimentos.

Ela envolve a abertura de informações, sistemas e processos em toda a cadeia de suprimentos, permitindo que as empresas colaborem e compartilhem dados e recursos eficientemente.

Ao adotar a abordagem de open logistics, as empresas podem obter uma série de benefícios que contribuem para um planejamento logístico mais eficiente. Alguns dos principais são:

arte benefícios que contribuem para um planejamento logístico mais eficiente

Portanto, o conceito de Open Logistics pode ajudar a promover uma abordagem mais colaborativa e eficiente para o gerenciamento da cadeia de suprimentos, contribuindo para um planejamento logístico mais eficiente.

Ele permite que as empresas compartilhem informações e recursos, coordenem esforços, sejam mais flexíveis e se beneficiem da inovação em toda a cadeia de suprimentos.

Gerenciamento de riscos é parte crucial de um bom planejamento logístico

Realizar o planejamento logístico de cargas envolve, invariavelmente, o gerenciamento de riscos para transportar pacotes seguramente e garantir que a entrega ocorra com agilidade e eficiência.

O gerenciamento de riscos respeita as especificidades e demandas de cada empresa, assim como as características da carga e dos percursos realizados.

O suporte de profissionais bem treinados e a utilização de veículos em bom estado são fundamentais nesse sentido — para garantir que o gerenciamento de riscos aconteça adequadamente.

Portanto, o planejamento logístico deve sempre abarcar o gerenciamento de riscos para lidar com os possíveis gargalos e infortúnios durante o transporte de cargas, identificando riscos e traçando, com auxílio profissional, um projeto de segurança eficiente.

Com as soluções da BRK, você reduz o custo de transporte de carga e otimiza as entregas com planejamento logístico

O planejamento logístico é um fator crucial para o sucesso de qualquer empresa que atua na área de transporte e distribuição.

Mas para manter-se competitiva no mercado, é essencial que a empresa se mantenha atualizada em relação às novas tendências e tecnologias disponíveis para otimizar seus processos.

Nesse sentido, a BRK Tecnologia é a empresa ideal para auxiliar as empresas no desenvolvimento de soluções de gerenciamento de risco, acompanhamento logístico e prevenção de acidentes.

Com uma equipe altamente capacitada e soluções eficientes, oferecemos as melhores opções do mercado para as empresas que buscam otimizar seus processos logísticos e melhorar sua eficiência.

Sendo assim, fale com um de nossos especialistas e utilize a tecnologia para otimizar ainda mais as suas operações!

E para mais conteúdos como este, continue no Blog da BRK Tecnologia!