Sinistro de carga: quais ações devem ser tomadas?

Pessoa verificando o índice de sinistro de carga

Empresas e colaboradores que trabalham com o transporte de cargas devem ter pleno conhecimento sobre o sinistro de carga e como lidar em caso de ocorrência de sinistro. Acompanhe essa e outras informações sobre o assunto.

O que é sinistro de carga?

O sinistro de carga pode ser entendido como eventos que representam algum tipo de dano coberto pelo seguro contratado.

Tais eventos costumam ser caracterizados como acidentes (colisão, abalroamento, capotamento, explosão, tombamento e incêndio), roubos e furtos, quedas e avarias durante o transporte de cargas.

A seguir, é possível conferir alguns exemplos de sinistros de carga.

Sinistro de roubo

O sinistro de roubo ocorre quando há desaparecimento de produtos e cargas transportadas por meio de violência ou de grave ameaça.

No caso, é necessária uma análise da companhia de seguro, que segue regulação própria, juntando toda a documentação para o processo, analisando a situação do ocorrido e verificando se os procedimentos estipulados na apólice e no PGR foram cumpridos.

Algumas vezes, a companhia realiza sindicância (investigação) com empresas terceiras, analisa se a legislação foi seguida, entre outras coisas, antes de indenizar o segurado.

Sinistro de acidentes

O sinistro de acidentes, que inclui colisão, abalroamento, capotamento, explosão, tombamento e incêndio, por outro lado, se dá quando há perda dos bens, seja durante um acidente, seja devido a danos sofridos.

Trata-se de um sinistro, com relação direta com o veículo que está realizando o transporte e com o percurso escolhido também.

A primeira providência após um sinistro de carga

No caso de ocorrência de sinistro de carga, a primeira providência é, em todos os casos, entrar em contato com a seguradora, seja por telefone, seja via internet, informando o ocorrido, assim como os dados pertinentes para, então, dar início ao processo de documentação e confirmação do sinistro.

Ainda que a carga seja perdida, é preciso proteger os dados referentes ao sinistro, garantindo que a investigação realizada pela seguradora prossiga adequadamente.

Importante: é fundamental realizar o Boletim de Ocorrência na polícia, como uma maneira de garantir o registro do ocorrido, mencionando as provas que garantam a confirmação do sinistro.

Como funciona a documentação se o sinistro for por roubo de carga

No caso de sinistro por roubo de carga, é preciso apresentar a seguinte documentação:

  • Boletim de Ocorrência;
  • Formulário informando o sinistro (geralmente, cedido juntamente com a apólice);
  • Documento de Identidade, CPF e Carteira Nacional de Habilitação do motorista responsável durante a ocorrência do sinistro;
  • Cópia das consultas cadastrais do motorista e do veículo;
  • Documento de Identidade e CPF do ajudante, se houver;
  • Cópia da consulta cadastral do ajudante, se houver;
  • Documento de Identidade e CPF do proprietário do veículo utilizado para o transporte;
  • Laudo de apreensão e entrega da carga;
  • Documento do veículo, assim como seu licenciamento;
  • Declaração realizada pelo motorista;
  • Documento de Transporte Rodoviário de Cargas (CTRC);
  • Manifesto de carga, assinado pelo motorista;
  • Notas fiscais de embarque.

Como o Gerenciamento de Risco pode ajudar a evitar sinistro de carga?

O Gerenciamento de Risco é uma solução integrada às técnicas que auxiliam empresas a realizarem um transporte mais seguro, mitigando o sinistro de carga.

O Gerenciamento de Risco, desenvolvido pela BRK Tecnologia, empresa pioneira no setor de gerenciamento de risco, auxilia na mitigação de sinistro de carga por roubo, furtos e acidentes.

Possibilita o acesso a tecnologias de rastreamento e acompanhamento do percurso 24h, com inteligência aplicada ao sistema, além de Planos de Gerenciamento de Risco (PGRs).