Temporada de chuvas: 15 dicas para trafegar em segurança nas rodovias do Brasil

Imagem de destaque

O ano de 2022 começou chuvoso e com alagamentos, deslizamentos e tempestades em diversos Estados do Brasil. Estatisticamente, a temporada de chuvas tende a aumentar em até 20% os acidentes nas estradas.

Dirigir sob temporada de chuvas é um desafio para caminhoneiros e é fundamental redobrar os cuidados.

As temporadas de chuvas dificultam as condições de tráfego, pioram a visibilidade, a dirigibilidade e o controle da direção.

A alternativa é apostar na prevenção e nas estratégias de direção defensiva para garantir a segurança das viagens e a entrega das cargas.

Para trafegar nas rodovias de forma mais segura, confira as dicas que preparamos e saiba como o sistema integrado de Prevenção de Acidentes pode ser seu grande aliado. Boa leitura!

Verão chuvoso

As fortes chuvas deste verão já provocaram enchentes em pelo menos 11 estados e deixaram mortos, cidades isoladas, famílias desabrigadas e estradas em péssimas condições.

Quem circula pelas rodovias sabe a dificuldade e os riscos de viajar em pista molhada, com pouca visibilidade ou em trechos alagados, principalmente em temporada de chuva.

O Centro-Norte do país vem sendo o mais afetado com chuvas acima da média. Na Bahia há mais de 150 cidades em emergência. No Tocantins, os temporais causam estragos há semanas.

Maranhão, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo estão na lista.

Além de alagamentos e regiões isoladas, há registros de erosão nas rodovias e destruição de pontes.

15 dicas para dirigir veículos pesados em temporada de chuvas

Se o número de acidentes aumenta quando chove, é natural que precauções sejam tomadas. No trânsito, todo cuidado é pouco quando se trata de preservar vidas e evitar prejuízos com acidentes e cargas avariadas.

Confira algumas medidas de segurança:

  • Mantenha as duas mãos no volante. Ainda que seja obrigatória por lei, muita gente desobedece essa regra, imprescindível principalmente durante o mau tempo. Lembre-se: dirigir falando ao celular, por exemplo, é infração gravíssima.
  • Redobre a atenção no trânsito, livre-se de distrações e desligue ou silencie aparelhos sonoros e visuais.
  • Certifique-se de que os faróis estejam acesos o tempo todo. O farol baixo auxilia na visibilidade, principalmente se houver neblina ou em meio à tempestade.
  • Na pista molhada, os freios são menos eficientes. Aumente a distância do veículo da frente.
  • Reduza a velocidade para compensar a dificuldade de frenagem em dias de chuva e reduzir os riscos de colisão, derrapagem ou aquaplanagem.
  • Não atravesse áreas alagadas. O acúmulo de água na pista impede que o motorista identifique as margens da via, buracos na pista ou bueiros abertos.
  • Não faça manobras bruscas, não mude de faixa repentinamente e nem pare na pista. A chuva atrapalha a visibilidade e impede que outros veículos desviem a tempo.
  • Mantenha atenção na hora das ultrapassagens. Caminhões são veículos pesados com maior dificuldade de desempenho em pistas molhadas. Ansiedade, pressa e chuva não combinam.
  • Faça revisões e manutenções preventivas no caminhão e esteja atento à durabilidade, calibragem e alinhamento dos pneus. Dê atenção especial aos freios, suspensão e, claro, limpador de para-brisas.

E principalmente:

  • Cuide para não aquaplanar. A água sobre o asfalto reduz o contato dos pneus com a pista e faz com que o motorista perca o controle da direção. Manter a calibragem dos pneus em dia, dirigir devagar e não fazer freadas bruscas reduzem as chances de aquaplanagem.
  • Evite rodovias alagadas. Se o nível da água estiver cobrindo parte da roda, é melhor escolher outro caminho ou esperar a água baixar. Tome cuidado também na hora de escolher onde estacionar.
  • Redobre a atenção com os outros veículos. Esteja atento às manobras de outros motoristas que trafegam no local.
  • Siga rigorosamente as diretrizes do Plano de Gerenciamento de Riscos e as orientações da gerenciadora, que trabalha para aumentar a segurança das operações.
  • Se o temporal impedir a viagem, pare, procure um local seguro e comunique a Central de Monitoramento da Gerenciadora de Riscos e sua empresa. Reconhecer e minimizar os riscos é fundamental.
  • Mantenha-se atualizado e capacitado para realizar bem sua tarefa no transporte de cargas. Faça treinamentos, participe de programas de prevenção de acidentes e garanta viagens mais seguras, mesmo sob condições adversas.

Leia aqui: Acidentes nas estradas: saiba como tornar as viagens mais seguras.

Prevenção de Acidentes, aliada na direção segura em temporada de chuvas

Se você quer gerenciar melhor as vulnerabilidades da operação e aprimorar a segurança das viagens, saiba mais sobre o sistema integrado de Prevenção de Acidentes.

A solução avalia o desempenho dos motoristas e analisa dados das viagens, oferecendo os treinamentos necessários.

A partir de acesso online a informações da operação, embarcadores e transportadores monitoram, em tempo real, detalhes sobre a viagem, veículos e motoristas.

O treinamento dos profissionais fica por conta de facilitadores EaD (Educação a Distância), que orientam os motoristas sobre as melhores práticas de condução.

Fale com um especialista em gerenciamento de riscos no transporte rodoviário.