Tipos de carga: como acertar na logística de transporte

Imagem de destaque

Para transportar todo tipo de mercadoria da forma correta, primeiro é preciso conhecer os principais tipos de carga movimentados no mercado: cargas secas, refrigeradas, pesadas e líquidas.

Afinal, o método de transporte de cargas ideal está diretamente ligado às características dos produtos. Por exemplo: para transportar laticínios, será necessário um veículo refrigerado e que siga a uma série de outros requisitos.

Por outro lado, para levar líquidos inflamáveis, os caminhões devem estar preparados para acomodar esses materiais com segurança e atender a legislação.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo completo, trazendo mais informações sobre os diferentes tipos de carga e como transportá-las com eficiência. Acompanhe!

Quais são os tipos de carga mais visadas para roubo?

No Brasil, o modal rodoviário é responsável pela maior parte do transporte de cargas. Mas apesar de ser essencial para a economia do país, as rodovias e vias urbanas ainda apresentam altos índices de insegurança.

Como resultado, o roubo de cargas é uma questão que gera grande preocupação tanto para os motoristas quanto para as empresas do setor de transporte e distribuição.

Sendo assim, alguns dos tipos de carga mais visados para roubo incluem:

  • eletrônicos: como smartphones, tablets, computadores, TVs e outros equipamentos eletrônicos de alto valor;
  • alimentos: produtos alimentícios, bebidas, suplementos alimentares e medicamentos podem ser alvos de roubo devido à sua facilidade de revenda;
  • produtos de higiene e beleza: cosméticos, perfumes, produtos para cabelo, produtos de higiene pessoal e outros itens de cuidados pessoais são frequentemente roubados;
  • produtos químicos: produtos químicos perigosos ou valiosos, como fertilizantes, produtos químicos industriais e produtos farmacêuticos, também são alvos comuns de roubo;
  • metais preciosos: ouro, prata, platina e outros metais preciosos são frequentemente roubados por apresentarem valor alto;
  • vestuário e acessórios: roupas, calçados, bolsas e outros acessórios de moda também podem ser alvos de roubo.

Contudo, é importante lembrar que esses tipos de carga podem variar dependendo da região e das condições locais.

De toda forma, é essencial para um gestor que atua no ramo de transporte, entender melhor quais são os tipos de cargas, assim como os cuidados necessários para transportar cada uma delas. E é sobre isso que falaremos a seguir!

Tipos de carga seca

A carga seca é caracterizada por produtos não perecíveis, o que permite o seu transporte em qualquer estação do ano e condições climáticas.

Além disso, esse tipo de carga é versátil e apresenta poucos danos causados por fatores externos, tornando-se uma das modalidades mais fáceis de serem transportadas pelas estradas do Brasil.

Sendo assim, móveis, ferragens, eletrodomésticos, peças automotivas, madeiras, materiais de construção e outros bens de consumo são exemplos comuns de carga seca.

Cuidado com o empilhamento

O uso de paletes é uma boa opção para facilitar o processo de manejo de cargas secas, permitindo o empilhamento de produtos de forma eficiente.

No entanto, é essencial que os gestores logísticos realizem essa etapa de forma adequada, considerando todas as peculiaridades da carga em questão.

Então, se o transporte envolve produtos como eletrodomésticos, por exemplo, é importante planejar o carregamento levando em conta o peso e o tamanho dos produtos, a fim de evitar danos e prejuízos durante o transporte.

Fique atento à exposição a sol e chuva

Para assegurar a qualidade dos produtos durante o transporte, é indispensável a proteção contra sol e chuva na maioria dos casos.

Por isso, mesmo que alguns itens não sejam sensíveis a esses fatores climáticos, é recomendável considerar uma cobertura adicional para garantir a integridade da carga e a satisfação do cliente final.

Sendo assim, para produtos mais delicados, como móveis e ferramentas, por exemplo, a cobertura é fundamental para proteger contra possíveis danos durante o transporte.

Portanto, é importante que os gestores logísticos avaliem a necessidade de cobertura adicional para cada tipo de carga, a fim de garantir o máximo de proteção.

Não sobrecarregue o veículo

Ao acomodar a carga no caminhão, é essencial realizar o cálculo do peso suportado, levando em consideração os limites do veículo e os atributos dos produtos.

Isso porque carregar cargas com peso acima do suportado pode prejudicar seu negócio, danificando seus veículos a curto prazo e afetando o desempenho da operação.

Além disso, o cliente final também pode ser prejudicado, já que há riscos de danos aos produtos transportados. Por isso, é fundamental tomar os devidos cuidados na hora de acomodar a carga.

Utilize os veículos corretos

Ao transportar diferentes tipos de carga, é fundamental escolher o veículo adequado para a tarefa. Afinal, existem diversos modelos disponíveis para compra e locação, cada um com sua própria carroceria e finalidade.

Então, para aproveitar ao máximo os benefícios de cada opção, é importante fazer uma pesquisa detalhada e considerar as necessidades dos produtos que você precisa transportar.

No caso da carga seca, as opções mais comuns são:

  • Caminhão toco, que é um veículo curto com dois eixos e capacidade média de 8 toneladas;
  • Caminhão truck, que é um modelo mais longo com três eixos, suportando até 12 toneladas;
  • Carreta (cavalo mecânico + semi-reboque), que tem a maior capacidade de carga seca, suportando até 25 toneladas.

É possível compartilhar o transporte de carga seca?

Muitas vezes, pode ser vantajoso transportar mais de um tipo de produto na mesma viagem de carga seca. No entanto, é importante ter em mente que esses produtos devem ser compatíveis entre si.

Mas o fato da carga seca não apresentar riscos de contaminação ou vazamento garante maior segurança e integridade da carga.

Além disso, uma das vantagens da carga seca é a sua versatilidade, já que não requer temperaturas especiais para o transporte, o que torna o processo mais simples e econômico.

Tipos de carga refrigerada

Transportar cargas refrigeradas é um processo que requer atenção especial, pois muitas mercadorias perecíveis, como vegetais, carnes, laticínios e medicamentos exigem temperaturas específicas e umidade controlada para manter sua qualidade.

Para isso, é necessário contar com caminhões equipados com sistemas de refrigeração adequados e manter a temperatura ideal durante todo o trajeto.

Além disso, é fundamental que os motoristas e demais envolvidos no processo estejam devidamente capacitados para lidar com esse tipo de carga e garantir a integridade dos produtos até seu destino final.

Conserve a carga da forma correta

Uma das principais preocupações no transporte de mercadorias é garantir que elas sejam manuseadas, acondicionadas, transportadas e embaladas de forma adequada.

Por isso, a escolha da embalagem é fundamental e deve ser feita de acordo com as características do produto e suas necessidades especiais para transporte, como dimensões e fragilidade.

Sendo assim, ao avaliar essas questões com cuidado, é possível reduzir ao máximo ou até mesmo eliminar as perdas de produtos durante o transporte.

Utilize veículos adequados

Para realizar o transporte de carga refrigerada, é fundamental contar com veículos especialmente projetados para essa finalidade.

Esses veículos devem ter um espaço interno adequado para evitar danos à carga e um sistema de refrigeração confiável, instalado por empresas experientes no mercado.

Alguns pontos que devem ser considerados ao escolher o veículo para o transporte de carga refrigerada incluem:

  • cabine separada do compartimento de carga;
  • piso e paredes lisas e vedados;
  • estrados fortes e impermeáveis;
  • boa circulação do ar;
  • limpeza e higienização frequentes.

Atenção aos processos de refrigeração

Manter a qualidade dos alimentos perecíveis é essencial para garantir a satisfação do cliente e a segurança alimentar.

Por isso, é importante contar com um transporte adequado e eficiente, que possibilite o armazenamento e conservação dos produtos em condições ideais.

Afinal, a refrigeração e o congelamento são as técnicas mais utilizadas para preservar a qualidade dos alimentos, e é fundamental que sejam realizadas de maneira adequada.

E para reduzir os custos operacionais e aumentar a eficiência no transporte de carga refrigerada, experimente as seguintes dicas:

  • resfrie a carga antes do carregamento para economizar combustível e reduzir o desgaste do sistema de refrigeração;
  • minimize a perda de ar durante a carga e descarga usando sensores de portas eletrônicas e cortinas de tiras;
  • use técnicas de carregamento inteligente, como colocar os itens que precisam de temperaturas mais baixas na parte dianteira do armazenamento e os primeiros a serem descarregados perto da parte traseira;
  • instale um sensor de temperatura conectado a um rastreador para monitorar a temperatura em tempo real durante todo o transporte e gerar relatórios para ajudar na gestão do desempenho do transporte refrigerado.

Tipos de carga volumosa

O transporte de cargas volumosas e pesadas demanda atenção e cuidados especiais para garantir a segurança dos envolvidos.

Esses tipos de mercadorias podem representar desafios complexos para o transporte, exigindo equipamentos e técnicas específicas para a movimentação e amarração.

Além disso, é importante considerar as regulamentações de trânsito para o transporte de cargas excepcionais, que requerem autorizações específicas e acompanhamento de escolta para garantir a segurança no trajeto.

Alguns exemplos de produtos que compõem esses tipos de carga são: máquinas diversas, veículos, tonéis, estruturas para shows, peças de construção civil, entre outros.

Saiba quais são as particularidades do tipo de carga transportada

Antes de transportar cargas pesadas, é fundamental entender as particularidades da carga para além do seu tamanho e peso.

Portanto, é importante considerar se há risco de vazamento, se o material é inflamável, se as dimensões da carga exigem uma rota específica e qual o tipo de veículo é necessário para o transporte.

Sendo assim, o planejamento adequado é crucial para garantir o manuseio correto das cargas pesadas e assegurar que elas cheguem ao seu destino em segurança.

Tenha uma equipe qualificada para estes tipos de carga

Além dos motoristas e carregadores, o transporte de cargas pesadas requer uma equipe especializada liderada por um engenheiro de projetos.

Então, esse especialista é responsável por coordenar o manuseio da carga, garantindo a implementação de medidas de segurança necessárias.

Sendo assim, seu papel é fundamental para planejar e executar o transporte de forma eficiente e segura.

Armazene a carga corretamente antes do envio

Antes que a carga seja entregue ao cliente, é necessário que seja armazenada adequadamente até o dia do envio.

Portanto, além de um espaço amplo que possa acomodar a mercadoria, é fundamental que o local esteja devidamente preparado para garantir a segurança da carga, levando em consideração suas características específicas.

A etapa de embalagem também é crucial para os diferentes tipos de carga e transporte em geral. Mas, especialmente para as cargas pesadas, exigem cuidado especial.

Isso porque, assim como utilizar materiais adequados para proteger a mercadoria, é necessário empregar adesivos de sinalização, como “frágil”, “inflamável”, “carga perigosa”, entre outros, a fim de garantir que a carga seja manuseada corretamente e com segurança.

Tipos de carga líquida

O transporte de líquidos a granel é uma prática comum e pode envolver diversos produtos, como água potável/reutilizável, sucos, leite, óleos alimentícios e outros.

Contudo, para o transporte desses produtos, é importante que o caminhão tenha características especiais, como uma carroceria com um tanque de aço higienizado.

Em alguns casos, como no transporte de bebidas alimentícias, é essencial manter a refrigeração do compartimento para evitar a deterioração do produto devido ao calor excessivo.

Por outro lado, o transporte desses tipos de carga também pode envolver produtos químicos e combustíveis, considerados perigosos e que requerem medidas de segurança adicionais, além da necessidade de seguir a legislação para este tipo de transporte.

Fique atento à legislação

O transporte de carga líquida está sujeito a leis e regulamentações que precisam ser seguidas rigorosamente, sob pena de responsabilidade pelo transporte inadequado.

Essas leis e normas são elaboradas com base em experiências passadas e incluem diversas regras de segurança para garantir a integridade dos produtos transportados e a segurança das pessoas envolvidas no transporte.

Além disso, o governo atualiza e aprimora constantemente essas regras com base em incidentes anteriores e em estudos técnicos, para garantir a segurança do transporte de cargas líquidas.

Utilize apenas veículos preparados para esses tipos de carga

O transporte de carga líquida no modal rodoviário acontece por meio de caminhões equipados com grandes reservatórios, conhecidos como caminhão-tanque, caminhão-pipa ou caminhão-cisterna.

Esses veículos são geralmente do tipo truck (pesado) ou carretas extrapesadas. Além disso, utilizam-se frequentemente os isotanks e flexitanks como equipamentos adicionais, acoplados aos caminhões.

Isso porque, esses reservatórios especiais possuem formato de container e proporcionam diversos benefícios para o transporte destes tipos de carga.

O flexitank é um bag resistente utilizado para o embarque em um container. Mas ele apresenta algumas limitações e necessita de cuidados especiais, o que pode tornar seu uso mais caro em determinadas situações.

Já o Isotank é um container em formato cilíndrico projetado especificamente para o transporte de cargas líquidas, o que permite a otimização de custos.

Isso porque, como não há bag, o risco de estourar e perder o produto é menor. Além disso, o Isotank permite o carregamento de um volume maior de carga líquida em comparação ao Flexitank.

Gerenciamento de risco de transporte de carga é com a BRK Tecnologia

Conhecer melhor os diferentes tipos de carga é fundamental para sabermos como transportá-los da maneira mais adequada. Afinal, cada um deles apresenta características específicas e cuidados distintos.

Por isso, você deve ficar atento a possíveis vazamentos, acomodação adequada nos veículos, frota correta para cada tipo de carga e diversos outros pontos citados ao longo deste conteúdo.

Mas para que você fique realmente tranquilo durante a viagem das cargas, é preciso contar com soluções para gerenciamento de risco eficientes. E, nisso, a BRK Tecnologia é especialista.

Desde 2006, desenvolvemos ferramentas que contribuem para a mitigação de riscos de roubo de carga, a partir do monitoramento de veículos, inteligência aplicada aos processos de transporte, prevenção de acidentes e sistema de gestão logística.

Sendo assim, fale com um especialista, tire todas as suas dúvidas e comece, agora mesmo, a ter muito mais controle e segurança sobre os processos logísticos da sua empresa!

E para mais conteúdos como este, acompanhe o Blog da BRK Tecnologia!