Transporte de eletroeletrônicos: como otimizar e melhorar a performance

Equipe planejando o transporte de eletroeletrônicos

A produção industrial do setor eletroeletrônico registrou um crescimento de 12,2% no acumulado de janeiro a agosto de 2021, segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), impactando diretamente o transporte de eletroeletrônicos.

À medida que a indústria acelera a produção e as vendas crescem, a necessidade de um plano de gerenciamento de riscos (PGR) voltado ao transporte de eletroeletrônicos também aumenta.

Isso porque os produtos estão entre os principais alvos das quadrilhas especializadas em roubo de cargas no Brasil.

Confira neste artigo como está o desempenho do setor no Brasil e como aumentar a segurança e a eficiência no transporte de cargas.

Retomada das vendas

As vendas no varejo físico brasileiro tiveram um incremento de 10,1% no primeiro semestre de 2021, conforme o Indicador de Atividade do Comércio (IAC) divulgado pelo Serasa Experian.

Os eletroeletrônicos, móveis e informática foram destaque no período, com expansão de 13,6% depois de uma queda de 18,6% nos meses de janeiro a junho de 2020.

No e-commerce, o desempenho dos eletroeletrônicos foi ainda maior.

Um levantamento do Mastercard SpendingPulse — indicador macroeconômico que mede os gastos dos consumidores — mostrou um salto de 86% nas vendas online em fevereiro deste ano.

Os eletroeletrônicos foram o carro-chefe, com crescimento de 131%.

Mais mercadorias circulando, maiores riscos

Se o mercado vai bem para o setor de eletroeletrônicos, o fluxo deste tipo de mercadoria em circulação no país segue o ritmo, mas o transporte requer cuidados e um bom plano de gerenciamento de riscos.

Por suas características, seu alto valor agregado e as facilidades de comercialização no mercado ilegal, os eletroeletrônicos estão entre os mais visados pelas quadrilhas especializadas em roubo de cargas no Brasil.

Quer saber mais sobre esse assunto? Confira o artigo: Como evitar roubo de cargas e quais as mercadorias mais visadas.

Gerenciamento de riscos no transporte de eletroeletrônicos

Para melhorar a segurança, o primeiro passo é contratar uma gerenciadora de riscos especializada neste tipo de transporte. O PGR para eletroeletrônicos inclui:

  • Conhecer as especificidades da carga e o grau de risco associado a cada produto.
  • Investir na prevenção de sinistros (roubos e acidentes).
  • Manter equipes treinadas, alinhadas ao plano de gerenciamento de risco.
  • Avaliar os resultados de cada operação e promover melhorias contínuas, reduzindo o índice de sinistralidade e os custos.
  • Incorporar novas tecnologias e serviços integrados para a gestão logística e o monitoramento das viagens.
  • Aprimorar o sistema de rastreabilidade da carga e dos veículos, com acompanhamento simultâneo das viagens 24 horas por dia.
  • Melhorar os processos logísticos desde o embarque até o destino, contando com sistemas modernos de gestão logística para auxiliar na tomada estratégica de decisões.
  • Investir em programas de prevenção de acidentes e sinistros, reduzindo as vulnerabilidades da operação.
  • Contar com soluções para o acompanhamento logístico em tempo real.

Tecnologia e know-how no transporte de eletroeletrônicos

Os riscos no transporte rodoviário de cargas, especialmente do setor eletroeletrônicos, podem ser mitigados com o uso de tecnologia e know-how.

Sistemas modernos e soluções integradas tornam a operação mais eficiente, rentável e segura.

No caso de cargas especiais, contar com soluções desenvolvidas por gerenciadoras de riscos experientes no segmento é essencial.

A BRK Tecnologia tem softwares de gestão modernos, times capacitados e a expertise que você precisa para o gerenciamento no transporte de eletroeletrônicos.

Conheça as soluções que a BRK Tecnologia oferece e viaje com mais segurança.